13/04/11

A antiga Aldeia da Luz.

A antiga Aldeia da Luz, cuja origem remontava ao período Paleolítico e Neolítico, foi considerada o impacto social mais significativo da construção da Barragem do Alqueva, ocupando agora uma área de cerca 2.040 hectares.
No ano de 2002 foi inaugurada a Nova Aldeia da Luz, construída de raiz a dois quilómetros da antiga, que foi desmantelada e maioritariamente submersa pela albufeira de Alqueva.
Ponte Barroca de Santa Susana. (Barragem Pego do Altar)
«Santa Susana»

Santa Susana possui 501 habitantes, dos quais 255 são homens e 477 são mulheres (fonte: INE). A sua área é de 174,5 km2.
As actividades económicas principais deste lugar são a agricultura, a pecuária, a hotelaria e a construção civil. No artesanato local predominam as miniaturas de cortiça e madeira, bem como as rendas e bordados.

Do seu património "perdeu-se" uma ponte barroca... actualmente submersa nas águas represadas da Barragem Pego do Altar. A imagem em baixo mostra a Ponte em 1999 quando foi possivel vê-la.
Antiga Igreja da Nossa Sra. da Luz. (Aldeia da Luz)
Já aqui dedicamos um "post" a infelizmente já extinta "antiga Aldeia da Luz", neste pequeno texto vamos centrar-nos em específico na antiga Igreja Nossa Sra. da Luz, a Igreja Matriz.
A formação da aldeia da Luz é posterior à criação da igreja que remonta ao século XV e está associada à lenda da aparição de Nossa Senhora.

Esta foto em cima é a Igreja Matriz da Aldeia da Luz velha (atrás dela está o Cemitério). Conta-se que Nossa Senhora da Luz aparecera em cima do tronco de uma azinheira, no mesmo lugar onde está (ou melhor... estáva) o altar-mor da antiga Igreja.

«Torre Sineira da velha Igreja
 «O Cemitério... tal como o actual situava-se muito perto da Igreja»

Sem comentários:

Enviar um comentário