07/07/11

Évora

… e começamos por encontrar numa rua escondida o Templo de Diana, que admito que fiquei muito feliz quando o vi surgir, pois era um dos meus objectivos da viajem. Património Mundial pela Unesco é um dos símbolos mais importantes da passagem dos romanos pelo nosso país, partilha o Largo Conde Vila Flor com o Museu de Évora, onde agradavelmente podemos correr os corredores gratuitamente. Um excelente Museu, onde se pode encontrar colecções de Arte, Arqueologia e Naturália, um museu a visitar sem dúvida.
De seguida dirigimo-nos para a Sé de Évora que embora prometer muito pela sua fachada, o seu interior… bem o seu interior não o vimos porque a exploração era privada, e logo acabamos por não visitar. E lá andamos nós a explorar as ruas desta belíssima cidade, fazendo uma pausa aqui e outra ali para apreciar o artesanato local, visitando monumentos a fonte da Praça de Sertório e a igreja adjacente (que me pareceu ser um excelente exemplo de tentativa de restauração) de onde partimos em busca dos doces típicos da região.
Templo de DianaPraça de Giraldo

No Largo de São Francisco encontramos a Igreja real de S. Francisco que mais uma vez, temos a certeza que era lindíssima por fora, já por dentro… fica a incógnita. Contudo, outro dos pontos que eu pessoalmente queria visitar em Évora, era a Capela dos Ossos, que foi a única vez na viagem toda que abdiquei da minha manifestação contra os privados, e lá gastei eu um euro e meio com desconto de estudante, para visitar esta capela histórica.
Admito que é mais pequena do que tinha imaginado, contudo, a adrenalina que se sente quando se passa a porta depois de se ler "Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos" é uma experiência a ser vivida. Sem me adiantar muito, disser só que esta Capela tem este nome, pois as suas paredes são forradas com ossos humanos, que os monges roubavam durante a noite dos cemitérios da cidade.

Museu de ÉvoraCatedral

E foi a continuar a explorar a cidade que visitamos o jardim público, onde se encontra também o Palácio Dom Manuel, e descobrimos a lindíssima fachada da Igreja da Graça, que desta vez não pudemos visitar, não por ser explorada por entidades privadas (fica a dúvida se era ou não), mas sim pelo adiantar da hora e já se encontrar encerrada.
Regressando a casa depois de pessoalmente bastante feliz com a viagem, ainda fizemos uma custa paragem por Montemor-o-Novo, onde passamos por dentro desta cidade para podermos visitar o seu castelo, o que acabou por ser a surpresa mais desagradável do dia. Embora não termos dedicado o tempo suficiente a conhecer a cidade, o castelo em si, podia e deveria estar em melhores condições, ainda por cima sendo considerado Património de Portugal!

Entrada da Capela dos OssosJardim Público

Resumindo, Visite Évora e todas as suas cidades à volta, que acima de tudo valem a pena, não só pelos seus monumentos, mas também pela paisagem natural. Faça uma pesquisa na internet anteriormente para planear os locais que pretende visitar antes, ao longo do caminho vá recolhendo informação, e acima de tudo divirta-se!Eu?! Eu Adorei! E Vocês que também visitaram?

Sem comentários:

Enviar um comentário