08/07/11

Solar da Sempre Noiva




Situado a 1,50/2 km de Arraiolos, inserido num quadro bucólico da planície levemente ondulada.
Este foi construído entre o séc. XV e XVI que tem o nome romântico do Solar as Sempre – Noiva. Classificado como monumento nacional. Existe uma lenda, a Lenda da Sempre – Noiva, associada a esta herdade, muito antes de este ter sido construído.Segundo as autoras, maiorias dos edifícios construídos nesta época são monumentos religiosos, como igrejas e conventos, ou monumentos militares, como fortes e muralhas e ainda se encontram de pé. O solar de Sempre – Noiva, uma relíquia muito notável da nossa arquitectura civil de estilo Manuelino que ainda não desapareceu.O paço da Sempre – Noiva, que se orienta segundo os pontos cardeais, estando a fachada principal virada a sul, articula-se em três corpos: a torre (legível, sobretudo, apesar da destruição das ameias, em alçada), o corpo central e a capela. Um amplo pátio murado define a zona de implantação do edifício, que se encontra ao ângulo Norte -Poente deste espaço aberto.O piso térreo organiza-se em seis dependências cobertas com abobedilha de tijolo, que correspondem, com toda a exactidão, às divisões do piso nobre, ao qual se acedia por escada interior de caracol. Destinava-se a esta parte da habitação a armazém, celeiros, cozinha, etc.A entrada do piso nobre faz-se por uma escadaria de aparato, envolta num pórtico desenvolvido em três ramos abobadados. Constitui, desde logo, uma das novidades deste edifício. Com efeito, o acesso aos pisos superiores dos paços medievais era sempre feita pelo inteiro, pelo que esta escadaria externa as Sempre-Noiva é, com muita probabilidade, a primeira a utilizar-se em habitações nobres.No solar podemos encontrar janelas em ferradura, uma janela singular de canto, uma escada em caracol, uma abóbada estrelada.O solar tem uma capela, com portas de lado, que possibilitava que os criados e serviçais assistissem às cerimónias religiosas, os nobres assistiam no seu interior ou numa janela que fazia a ligação entre os edifícios. Apesar da pequenez e simplicidade da capela, esta conserva os contrafortes cilíndricos, indicadores da abobada que cobre o seu interior.O solar da Sempre-Noiva é sem duvida um dos mais belos exemplares de habitação nobre dos finais da Idade Média.As formas arquitectónicas traem o medievalismo recorrente na afirmação mudéjar, o que começa a sobressair é já o humanismo. O campo começa a ser nessa altura um lugar de ócio e de contemplação da natureza, espaço de reflexão filosófica e do gozo das artes.
Segundo o Goole Earth as coordenadas são as seguines: 38º41´42.43N
7º58´08.12´´O

Sem comentários:

Enviar um comentário